Chat no mensseger

24 de fev de 2011

Irritado, Andrés cobra pressa por estádio da Copa-2014

A construção do estádio do Corinthians, que representará a cidade de São Paulo durante a Copa do Mundo de 2014 e compete para sediar a abertura da competição, já está virando "sonho" para o presidente Andrés Sanchez. Nesta quinta-feira, irritado, o mandatário corintiano mostrou poucas esperanças em conseguir entregar o estádio em condições na data estipulada.

- Eu cobro todos, todos os dias. E me falam que é amanhã, amanhã. Estou quase me convencendo de que é um sonho. Eu tinha certeza que iríamos começar (a obra) em março. Cobro Luis Paulo (Rosenberg, diretor de marketing), cobro governo, cobro CBF. O problema é sempre o mesmo: dinheiro - desabafou.

Recentemente, o Comitê Paulista para a Copa de 2014, com o governador de São Paulo Geraldo Alckmin e o prefeito Gilberto Kassab, aprovou um incentivo fiscal para os envolvidos nos investimentos na região de Itaquera, onde será construído o estádio. Por meio do abatimento dos impostos futuros, o Comitê pretende arrecadar os R$ 200 milhões ainda necessários para a realização da obra. A previsão de custo total é de R$ 600 milhões.

Ainda existe a expectativa de que o estádio corintiano consiga ser terminado até o segundo trimestre de 2013, quando acontece a Copa das Confederações, um ano antes da Copa do Mundo. No entanto, pelo avanço lento das obras, é pouco provável que a arena consiga ser finalizada até a data anteriormente estipulada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário