Chat no mensseger

7 de fev de 2011

Bandeirão e cantos da torcida marcam enterro de William Morais

Muita comoção e referências ao Corinthians marcaram o velório de William Morais, assassinado no último domingo em Belo Horizonte, após uma tentativa de assalto. O corpo do jovem foi enterrado na tarde desta segunda-feira, no Cemitério Santo Antônio, em Osasco, na grande São Paulo. Cerca de mil pessoas acompanharam a cerimônia. O meia-atacante pertencia ao Timão, mas estava emprestado ao América-MG desde o início do ano.
O bandeirão do Corinthians cobriu o caixão do jogador. A torcida presente cantou o hino do clube, músicas de arquibancada e exaltou o nome do atleta. O pai do menino precisou ser carregado na saída, pois acabou não controlando a emoção. Um dirigente do clube paulista representou a entidade e esteve ao lado da família o tempo todo.
Mais cedo, no velório, estiveram presentes vários jogadores do Corinthians, como Chicão, Alessandro, Júlio César, e também o técnico Tite. O presidente Andrés Sanches prometeu assistência aos familiares. O diretor de futebol do América-MG, Alexandre Mattos, reforçou a ajuda.
William, de 19 anos, levou um tiro na madrugada de sábado para domingo na capital mineira, quando voltava de uma festa para a sua casa. O jogador teria reagido a uma tentativa de assalto quando foi baleado. Três suspeitos foram reconhecidos e presos. Ele tinha contrato com o Corinthians até 31 de julho de 2013. O clube deve pagar os salários dele integralmente até o fim do vínculo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário