Chat no mensseger

31 de jan de 2011

Mano Menezes diz que Corinthians terá dificuldades para superar Tolima


Para treinador, equipes que participam da Libertadores têm se preparado melhor nos últimos anos


Por Márcio IannaccaDireto de Arequipa, PeruFonte:globoesporte.com

Mano Menezes seleção brasileira arequipaMano Menezes fala da situação do Corinthians
na Pré-Libertadores (Foto: Mowa Press)
O técnico Mano Menezes conversou com a imprensa na tarde desta segunda-feira, em Arequipa, no Peru. E como não poderia deixar de ser, o treinador foi questionado sobre a situação do Corinthians na Libertadores. Após o empate por 0 a 0 com o Tolima, no Pacaembu, os paulistas precisam de uma vitória simples ou de um empate com gols nesta quarta-feira, na Colômbia, para se classificar para a fase de grupos da competição continental. Para o comandante da Seleção Brasileira principal, a tarefa do seu ex-clube não será fácil.
- Em 2007, pelo Grêmio, nós enfrentamos duas equipes colombianas e uma delas era o Tolima. Só conquistamos a classificação no fim do último jogo. Perdemos para o Cucuta e para o Tolima fora. Não existe mais aquele favoritismo. De repente, você precisa sair mais para o jogo e algumas coisas podem aparecer para o Corinthians. Mas será um jogo muito parelho, muito difícil - afirmou o comandante da Seleção Brasileira principal.
Naquela ocasião, o Grêmio ficou com o vice-campeonato da Libertadores ao ser derrotado pelo Boca Juniors. Mano Menezes aproveitou para fazer uma análise do desempenho dos adversários dos times brasileiros na Libertadores.
- Todos na América do Sul e um pouco da América Central trabalham de forma mais organizada, mas planejada. É comum enfrentar uma equipe que não tem tanta repercussão, mas que joga  futebol de alto nível. Não podemos subestimar ninguém. Às vezes, nós enfrentamos uma equipe que está vislumbrando participar pela primeira vez de uma fase final de Libertadores, o que para nós (brasileiros) já é normal - afirmou o treinador.
Para Mano, o pouco tempo de preparação das equipes brasileiras também é uma preocupação a mais nesse início de temporada.
- Estamos saindo de uma pré-temporada curta, que coloca as equipes em campo sem muitas condições. Em dado momento, você enfrenta dificuldades que não eram esperadas por quem acompanha o futebol de uma maneira geral - analisou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário